Concerto Germinal 2020 no Planetário do Porto – LIVE Streaming

Cão Danado e o Planetário do Porto - Centro Ciência Viva apresentam o Concerto Germinalexclusivamente em Live Streaming – na cúpula do Planetário do Porto.

// Rodrigo Amado – Saxofone
// Angelica V Salvi – Harpa
// João Pais Filipe – Bateria e percussão

Rodrigo Amado estará na companhia de Angélica V Salvi e João Pais Filipe no Concerto Germinal no Planetário do Porto – em Live Streaming!!
Não percam a oportunidade de prestigiar o virtuoso trabalho destes três músicos!!

 

// Sáb. 11 de Julho, 2020 // 18h30

// O concerto será transmitido unicamente em Live Streaming na sala virtual – caodanado.bol.pt/live
// Bilhetes à venda em BOL e nos Pontos de Venda Aderentes
// Preço: 2€
// Evento integrado na programação Germinal 2020 / Cão Danado
 

// Adira e partilhe a partir do evento no Facebook.

 

Rodrigo Amado Nomeado, pelo sexto ano consecutivo, pela prestigiada El Intruso International Critics Poll como um dos cinco melhores saxofonistas tenor em atividade, ao lado de Evan Parker, Joe Lovano, Ken Vandermark, Jon Irabagon, Ivo Perelman, James Brandon Lewis, Chris Potter ou Ingrid Laubrock, Rodrigo Amado editou em 2018 "A History of Nothing" (Trost), o segundo álbum do quarteto que mantém com três das mais importantes figuras do jazz livre atual – Joe McPhee, Kent Kessler e Chris Corsano. Já em 2019, editou dois novos álbuns – “No Place To Fall”, em duo com Chris Corsano, e “Summer Bummer”, em trio com Gonçalo Almeida e Onno Govaert. ⠀
Amado realizou nos últimos anos inúmeras tournées na Europa e nos Estados Unidos, tendo passado por salas de referência mundial, afirmando-se, cada vez mais, como um dos mais destacados improvisadores europeus. Como refere o crítico e escritor norte-americano Stuart Broomer nas liner notes que escreveu para "This Is Our Language", "Amado is an emerging master of a great tradition, more apparent with each new recording or performance."

 

Angélica V Salvi é harpista e compositora espanhola, residente no Porto desde 2011. Possui uma brilhante e extensa carreira artística, durante a qual trabalhou com compositores como Takayuki Ray, Joseph Waters, Heiner Goebbels, Stephen Andrew Taylor e também músicos improvisadores como Butch Morris, Evan Parker, Joëlle Léandre e Han Bennink.
Nos últimos 10 anos, Angélica mergulhou no mundo do jazz, pop, rock e eletrônica, colaborando com bandas como The Pyramids, Joshua Abrams, Prin la lá, Três Tristes Tigres e artistas como Lula Pena, Lafawndah, Moullinex, Rafael Toral e André Gonçalves. Além de ter colaborado inúmeras vezes com diversas orquestras sinfônicas na Europa e nos Estados Unidos, Salvi também fez parte de vários projetos no campo da música experimental, dança, artes visuais e teatro, organizados por grupos como Sonoscopia, Balleteatro, Oficina Arara, Crónica Eletrônica, Teatro do Frio, Teatro do Ferro e JACC ao Centro. Atualmente é harpista do grupo de música contemporânea Vertixe Sonora e a principal professora de harpa do Conservatório de Música do Porto. Membro-fundadora da FMFX (Female Effects Collective), Angélica criou projetos multidisciplinares como Harpoemacto, Nooito, “Transcendecia and Delirium” e Invisible Landscapes.
PHANTONE é seu primeiro álbum solo baseado em harpa e eletrônica, lançado pela Lovers and Lollypops. Este trabalho foi classificado pela revista Time Out como o terceiro melhor álbum de 2019, um dos 20 melhores álbuns nacionais do mesmo ano pela Comunidade Cultura e Arte, um dos melhores álbuns gravados em 2019 de acordo com a Antena 3 / RTP e um dos álbuns de 2019 do Público - Ípsilon.

 

João Pais Filipe é baterista/percussionista e escultor sonoro do Porto. O seu percurso enquanto músico é caracterizado pela abordagem a uma grande amplitude de estilos e linguagens, em bandas como os Sektor 304, Friedman & Pais, HHY&The Macumbas, Unzen Pilot, Paisiel, Montanha Magnética, Talea Jacta, Two White Monsters Around a Round Table, Space Quartet, CZN, ao mesmo tempo que mantém uma actividade regular no universo da música improvisada, tendo participado em inúmeros projetos ao lado de nomes como os de Burnt Friedman Steve Hubback, Fritz Hauser, Evan Parker, Marcello Magliocchi, Z'EV, Carlos “Zíngaro” and Rafael Toral. João Pais Filipe desenvolve, complementarmente ao seu trajeto como músico, um trabalho de construção de gongos, pratos e outros instrumentos percussivos de metal, através do qual explora tanto as propriedades acústicas destes objetos como a sua potencial dimensão escultórica e imagética.

 


O Projeto Germinal parte da necessidade de partilha de métodos e saberes inscritos na obra individual dos seus intervenientes. A incessante inquietação que sempre motivou a investigação e criação, por parte da equipa Cão Danado, relativamente à atualidade e na forma de “ser” e “estar” cooperante e sinergética associada às cumplicidades com os criadores convidados motiva este trabalho de laboratório em circuito aberto com e para o questionamento social envolvente, questionando e alicerçando processos e metodologias de trabalho que ultrapassam o circuito por vezes tão efémero do teatro e do ato criativo individualizado. Com uma abordagem multidisciplinar que convoca uma diluição de fronteiras e delimitações das tradicionais categorias adquirindo com isso novas cadeias de associações e significados tentando estabelecer um contato atuante e interrelacional com os colaboradores, parceiros, comunidades e diversos públicos. Essas relações interdisciplinares estão estruturalmente na base dos vários projetos apresentados, como nas matérias a serem investigadas, assim como na transversalidade das formações e parcerias.
Bem-vindos ao GERMINAL 2020 no Planetário do Porto CCV.


Ficha Artística Concerto Germinal

 

Direção
Sara Barbosa (Cão Danado)
Paulo Pereira (Planetário do Porto CCV)

 

Músicos
Rodrigo Amado – Saxofone
João Pais Filipe – Bateria e percussão
Angelica V Salvi – Harpa

 

Técnico de Som
Pedro Augusto

 

Streaming
Brain Entertainment

Uma produção Cão Danado em co-produção com o Planetário do Porto CCV.

Ficha Artística GERMINAL


Direção Artística
Sara Barbosa com
Leonor Keil
Davis Freeman
Pascal Luneau
Edgar Massul
Rodrigo Amado

 

Direção Técnica
Cárin Geada

 

Multimédia
Edgar Massul

 

Gestão de redes sociais
Thamiris Carvalho

 

Direcção de Produção
Pedro Barbosa


Produção
Nuno Eusébio


Design Gráfico
Atelier d’Alves

O Cão Danado é uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes e tem o Apoio Institucional do Município de Famalicão.


Para mais informaçõs e inscrições clique aqui.



DETALHES
Local: Cúpula do Planetário do Porto

Dia: 2020-07-11
Hora de Inicio: 18:30
Hora de Fim: 19:45

Preço: 2¤ Euros
Adicionar à minha agenda 2020-07-11 18:30 2020-07-11 19:45 Europe/Lisbon Concerto Germinal 2020 no Planetário do Porto – LIVE Streaming

Cão Danado e o Planetário do Porto - Centro Ciência Viva apresentam o Concerto Germinalexclusivamente em Live Streaming – na cúpula do Planetário do Porto.

// Rodrigo Amado – Saxofone
// Angelica V Salvi – Harpa
// João Pais Filipe – Bateria e percussão

Cúpula do Planetário do Porto 1440 Planetário do Porto - Centro Ciência Viva